sábado, 26 de março de 2022

Polícia Civil deflagra Operação “Sangria” e prende cinco suspeitos por desvio de combustíveis de Prefeituras do RN

 


Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deflagraram, nesta sexta-feira (25), a Operação “Sangria”, que resultou em cinco prisões, no cumprimento de quatro mandados de prisão preventiva e de sete mandados de busca e apreensão domiciliar nos municípios de: Canguaretama, Montanhas, Pedro Velho, Nova Cruz, Nísia Floresta e Bom Jesus. Todos os suspeitos são investigados pela possível prática dos crimes de: peculato furto, associação criminosa, receptação e venda de combustíveis de forma ilegal.

A Operação, que contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi intitulada de “Sangria” devido ao processo investigatório ter identificado um grupo de servidores públicos e contratados, todos na condição de motoristas, tanto comissionados pelas prefeituras, como por meio de terceirizadas, que estaria promovendo a subtração de combustíveis por um período de 15 meses.

Durante a investigação, foi constatado que essa organização criminosa causou um prejuízo aos cofres públicos de, aproximadamente, meio milhão de reais (R$ 500.000,00). Foram presos em flagrante: Adriano Medeiros de Souza, funcionário terceirizado da Prefeitura de Montanhas; Eriberto Garcia da Rocha, funcionário terceirizado da Prefeitura de Nísia Floresta; e José Marcos Camilo Conceição, mais conhecido como “Careca”, funcionário público da Prefeitura de Canguaretama há 11 anos.

Além das prisões em flagrante, foram cumpridos os mandados de prisão preventiva em desfavor dos três suspeitos acima citados, bem como de Josenildo Belisio Dias, funcionário terceirizado de Nova Cruz, e de Auriles Freire Júnior, mais conhecido como “Júnior”, funcionário terceirizado de Pedro Velho.

Os furtos eram realizados em uma área de mata, próximo ao Forte dos Reis Magos, na comunidade de Brasília Teimosa, no bairro das Rocas, na zona leste da capital potiguar, onde inúmeros ônibus escolares de cidades do agreste potiguar ficavam estacionados, após os motoristas deixarem os alunos nas instituições de ensino ou em hospitais. Foram realizadas diversas filmagens, em dias e horários distintos, comprovando os furtos dos combustíveis (crime de peculato) e identificando os seis autores.

A Operação foi iniciada após um repasse do Ministério da Justiça sobre investigação de desvio de verbas de órgãos públicos, sendo o codinome da operação, retirado do ato. Essa é mais uma ação integrada à operação HÓRUS do programa V.I.G.I.A. da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e da Segurança Pública (SEOPI/MJSP).

Eles foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações, de forma anônima, por meio do Disque Denúncia 181, ou dos números da DEICOR: (84) 3232-2862 e/ou (84) 98135-6796 (WhatsApp).

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Nenhum comentário:

restituição do Imposto de Renda   A Receita Federal disponibiliza, a partir das 10h desta terça-feira (24), a consulta ao primeiro lote de r...